Sinopse: No povoado de Gavaldon, a cada quatro anos, dois adolescentes somem misteriosamente há mais de dois séculos. Os pais trancam e protegem seus filhos, apavorados com o possível sequestro, que acontece segundo uma antiga lenda: os jovens desaparecidos são levados para a Escola do Bem e do Mal, onde estudam para se tornar os heróis e os vilões das histórias. Sophie torce para ser uma das escolhidas e admitida na Escola do Bem. Com seu vestido cor-de-rosa e sapatos de cristal, ela sonha em se tornar uma princesa. Sua melhor amiga, Agatha, porém, não se conforma como uma cidade inteira pode acreditar em tanta baboseira. Ela é o oposto da amiga, que, mesmo assim, é a única que a entende. O destino, no entanto, prega uma peça nas duas, que iniciam uma aventura que dará pistas sobre quem elas realmente são. Este best-seller é o primeiro livro de uma trilogia que mostra uma jornada épica em um mundo novo e deslumbrante, no qual a única saída para fugir das lendas sobre contos de fadas e histórias encantadas é viver intensamente uma delas.

Livro: A Escola do Bem e do Mal
Série: A Escola do Bem e do Mal
Volume: #1
Autor:  Soman Chainani
Gênero: Young Adult; Jovem Adulto; Fantasia;
Páginas: 352
Editora: Gutemberg
Ano de Publicação: 2014
Nota:




Esse livro é um exemplo clássico daquela frase “Você pegou o livro para ler ou será que o livro te pegou?”. E foi assim que o meu caso de amor com esse livro começou. Claro que levando em consideração a minha idade, eu não seria atraída por um livro jovem adulto. Certo? Errado! Sou o tipo de pessoa que não liga muito para o gênero em sim, mas quando li a sinopse fiquei ainda mais encantada e curiosa para conhecer o livro.

Logo nas primeiras páginas conhecemos Sophie, a clássica princesa de contos de fadas. Com seu vestido cor-de-rosa e sapatos de cristal, ela sonha em se tornar uma princesa de verdade. E em seguida conhecemos Agatha, que é o oposto da amiga, e mesmo assim, é a única que a entende. Elas moram no povoado de Gavaldon, um lugar onde a cada quatro anos, dois adolescentes somem misteriosamente há mais de dois séculos. E é assim que nossa história começa finalmente.

O povoado está enlouquecido. Pais desesperados para esconderem e protegerem seus filhos de serem levados. Esses desaparecimentos acontecem segundo uma lenda antiga, onde os jovens desaparecidos são levados para a escola do Bem e do Mal, onde estudam para se tornarem heróis e vilões das histórias. E claro que Sophie tem certeza de que esse será o ano dela. Enquanto Agatha não se conforma com essa baboseira toda.

Mas é claro que a nossa aventura não para por ai. Longe disso, ela está apenas começando. Numa tentativa de evitar que Sophie seja levada, Agatha tenta realizar um salvamento – enquanto Sophie dá pontapés para que a amiga a solte e a deixe viver o seu feliz para sempre – mas acaba saindo muito diferente do planejado. Ao invés de parar na Escola do Bem, Sophie com sua aparência de princesa, acaba indo para a Escola do Mal e Agatha com toda a sua falta de jeito, para a Escola do Bem.

Nessa hora você deve estar pensando que eu deveria ter dado um alerta de spoiler, não é mesmo? Mas basta você dar uma olhada na capa do livro para perceber tudo. Só que até então eu estava pensando que o livro seria o mais do mesmo e eu posso dizer que estava completamente enganada. Só lendo para descobrir mesmo o que essas duas vão passar de aperto para tentar realizar uma possível troca. Afinal, elas estão nos lugares errados!

A escrita de Soman é completamente envolvente e mesmo sendo um livrão com mais de trezentas páginas, a leitura flui e você não vê a hora de descobrir como tudo vai se desenrolar. É uma mistura de sentimentos e apesar de envolver o mundo dos adolescentes, o livro também fala sobre amizades, empoderamento feminino e outros assuntos importantes para os adolescentes nessa fase de aceitação que é tão confusa.

Sem dúvidas foi um livro que me emocionou e deixou o meu coração quentinho e não por ele ser incrivelmente perfeito, mas por ele me fazer lembrar de quem eu queria ser e de quem eu me tornei. Como as aparências são apenas aparências e que o essencial é invisível aos olhos. Foi um livro que eu esperava ler para me distrair e que foi um choque de realidade, na verdade. Uma leitura que eu recomendo muito e que eu mal posso esperar para ler a continuação.

Infelizmente não é um livro com muita visibilidade, pelo Skoob ele tem pouco mais de 5.500 leitores. Mas é um livro que tem muito potencial a ser alcançado se fosse mais divulgado. Eu simplesmente amei e mal posso esperar para receber os volumes dois e três.

Deixe um comentário

• Bem vindos!
• Antes de comentar, leia a postagem.
• Estou aberta a críticas, elogios e sugestões. Porém, use o bom senso.
• Não se esqueça de deixar o link do seu blog para que eu retribua a visita.
• Volte sempre!