Sinopse: Depois de salvar o Olimpo do maligno titã Cronos, Percy Jackson e seus amigos trabalharam duro para reconstruir seu mais querido refúgio, o Acampamento Meio-Sangue. É lá que a próxima geração de semideuses terá de se preparar para enfrentar uma nova e aterrorizante profecia. Os campistas seguirão firmes na inevitável jornada, mas, para sobreviver, precisarão contar com a ajuda de alguns heróis, digamos, um pouco mais experientes - semideuses dos quais todos já ouvimos falar... e muito.

Livro: O Herói Perdido
Série: Os Heróis do Olimpo
Volume: #1
Autor: Rick Riordan
Gênero: Ficção; Fantasia;
Páginas: 432
Editora: Intrínseca
Ano de Publicação: 2011
Nota:


E voltamos ao universo de Percy Jackson e os Olimpianos de uma forma um pouco mais madura, quem sabe? Depois da batalha contra os Titãs, nossos semideuses conhecidos estão um pouco mais receosos em relação aos deuses e os próprios deuses se encontram menos receptivos também.

Apesar de reconhecermos alguns personagens queridos, temos um novo trio em ação: Jason Grace, Piper McLean e Leo Valdez. O que eles têm em comum? Aparentemente são adolescentes rebeldes que precisam de uma educação diferenciada na Escola da Vida Selvagem. E é lá que nossa história começa.

O que era para ser uma excursão escolar com jovens delinquentes, acaba se tornando muito mais do que isso, afinal os três são semideuses. Jason se vê sentado no ônibus escolar, de mãos dadas com uma garota que afirma ser sua namorada e um garoto que afirma ser seu melhor amigo. Porém, ele não se lembra de quem é e nem de como foi parar ali.

Depois de enfrentarem seus primeiros monstros, Annabeth aparece e os leva até o Acampamento Meio-Sangue em segurança. E então começam as perguntas sem respostas, porque Rick Riordan adora nos deixar curiosos. Sabemos que Percy está desaparecido e que desde a última batalha – em “O Último Olimpiano” – o Olimpo está em silêncio.

Todos sabem que algo muito sinistro está acontecendo, mas os deuses não querem contato com seus filhos, apesar de ainda estarem reclamando-os, sendo assim, Leo Valdez é reclamado filho de Hefesto, Piper McLean filha de Afrodite e Jason, filho de Zeus ou Júpiter.

Daí você deve estar se perguntando o motivo de ter colocado o nome de Zeus em grego e em romano e eu te explico... É isso mesmo! Rick Riordan quer nos mostrar uma nova mitologia em questão. Estamos acostumados com os nomes gregos dos deuses, mas nessa nova série, ele nos mostra uma nova versão dos nossos deuses favoritos.

Estranhei bastante no começo a nova escrita do autor, achei mais densa e um pouco difícil de engrenar na leitura. Não fluiu tão bem quanto a outra série dele, o que nos mostrou um amadurecimento, vindo não apenas dos personagens, mas da própria escrita do autor. Foi a forma que ele encontrou de mostrar que nós também crescemos. Por esse motivo, eu demorei bem mais do que o esperado para engrenar na leitura, mas não me decepcionei.

O que ele quis mostrar com essa nova forma de escrita, é a diferença entre gregos e romanos. Enquanto os deuses gregos são mais receptivos e maleáveis, a versão romana deles mesmos, pode ser um pouco mais fechada e séria. Parece confuso explicando assim, mas se você comparar os deuses no livro, vai entender. São detalhes que fizeram toda a diferença na história.

Mas calma! Apenas Jason é romano. Então, dá a entender que exista um outro acampamento para os semideuses romanos. E se Jason está no acampamento grego, Percy só pode estar no acampamento romano.


Tem muita coisa rolando e apenas Hera entra em contato com o trio, afinal eles não foram unidos por acaso. Hera precisa dos três para ser libertada de sua prisão. Algo muito maior do que os Titãs está para se levantar e serão precisos sete semideuses para tentar salvar mais uma vez o Olimpo.

Deixe um comentário

• Bem vindos!
• Antes de comentar, leia a postagem.
• Estou aberta a críticas, elogios e sugestões. Porém, use o bom senso.
• Não se esqueça de deixar o link do seu blog para que eu retribua a visita.
• Volte sempre!