Sinopse: Orange County é um paraíso na terra dos ricos, na Califórnia. Nas mansões por trás dos muros, tudo parece ser perfeito. Quando Ryan Atwood (Benjamin McKenzie), um adolescente problemático que vive se metendo em roubadas, chega em Orange County ("O.C.") com o advogado Sandy Cohen (Peter Gallagher), ele começa a descobrir que nem tudo ali naquele lugar é tão perfeito como aparenta. 
Seriado: The O.C.
Temporada: 1º temporada
Criado por: Josh Schwartz, McG.
Gênero: Drama.
Status: Finalizada.
Duração dos episódios: 42 minutos
Nota:


Aquele seriado nostálgico que passava no SBT todos os domingos de manhã, como não amar? O seriado teve sua estreia no ano de 2003 e alguns anos depois – não me lembro exatamente quando – começou a passar no SBT e eu passei a acompanhar os dramas dos jovens ricos de Orange Country, o paraíso na terra dos ricos.

É drama atrás de drama! E eu me lembrava disso? Não! Claro que não. A primeira temporada conta a chegada de Ryan Atwood (Benjamin McKenzie) até então com 16 anos – com carinha de 22, sempre – que depois de ser preso por furtar um carro com seu irmão mais velho acaba ficando sob os cuidados de Sandy Cohen e sua família.

Logo no primeiro episódio já temos contato com os quatro jovens principais do seriado: Ryan, Marissa, Seth e Summer. Até então eles apenas se conheciam de vista. Minha personagem favorita continua sendo a Summer, mesmo que nessa primeira temporada ela seja bem chata/insuportável. Porém, ninguém supera a Rainha do Drama, Marissa.

Não sei, apesar de achar a Mischa Barton ser o centro das atenções do seriado e par romântico do Ryan, quem rouba a cena mesmo são Seth – até então apaixonado platonicamente por Summer – e a minha favorita: Summer.

Orange Country tem muitos segredos obscuros e claro que vamos descobrindo ou relembrando tudo enquanto assistimos aos 27 episódios que compõe essa primeira temporada. Fiquei tão viciada/apaixonada que assisti em dois dias.

Já conhecem esse seriado? Se quer esquecer dos seus próprios problemas, indico! Sério. Pelo menos ele teve esse efeito para mim.  

Deixe um comentário

• Bem vindos!
• Antes de comentar, leia a postagem.
• Estou aberta a críticas, elogios e sugestões. Porém, use o bom senso.
• Não se esqueça de deixar o link do seu blog para que eu retribua a visita.
• Volte sempre!