Sinopse: Desapegar: remover da sua vida tudo que torne o seu coração mais pesado. Loucos são os que mantêm relacionamentos ruins por medo da solidão. Qual é o problema de ficar sozinha? Que me desculpe o criador da frase “você deve encontrar a metade da sua laranja”. Calma lá, amigo. Eu nem gosto de laranja. O amor vem pros distraídos. Tudo começa com um ponto-final: a decisão de terminar um namoro de dois anos com Gustavo, o namorado dos sonhos de toda garota. As amigas acharam que Isabela tinha enlouquecido, porque, afinal de contas, eles formavam um casal PER-FEI-TO! Mas por trás das aparências existia uma menina infeliz, disposta a assumir as consequências pela decisão de ficar sozinha. Estava na hora de resgatar o amor-próprio, a autoconfiança e entrar em contato com seus próprios desejos.

Livro: Não se Apega, Não
Série: -x-
Volume: Único
Autor: Isabela Freitas
Gênero: Autoajuda; Relacionamentos
Páginas: 256
Editora: Intrínseca
Ano de Publicação: 2014
Nota: 



De vez em quando até eu preciso de um livro de autoajuda, normal... Quem fica feliz com isso é o meu pai, porque ele vive insistindo para que eu diminua as leituras “fantasiosas” e passe para as leituras “reais”. Depois de quase três anos enrolando – porque ganhei de aniversário em dezembro de 2014 – finalmente dei uma chance ao desapego e não é que me surpreendi?

Não sei se esse é uma coisa que eu faço – para as pessoas que convivem comigo e que gostam de ler, pelo menos é – mas eu sempre acho que eu preciso estar em um momento específico para ler determinado livro. Primeiro eu espero passar toda a febre, porque se eu ler na onda de todo mundo, eu acabo me decepcionando ou não sabendo o que achei realmente da leitura. Não vou mentir para vocês que já havia tirado esse livro da estante várias vezes, em situações diferentes e confesso que não tinha passado do primeiro capítulo. Simplesmente por eu não estar no momento certo para ele.

Eu tentava, mas não adiantava. Livros de autoajuda me passam um certo receio, porque eu morro de medo das mudanças que podem ou não acontecer depois da leitura deles. Acho que tenho mais medo de não absorver absolutamente nada e continuar a mesma pessoa de antes da leitura. Mas então, acabei pegando-o da estante e separando para fazer a leitura durante a maratona. E sério, não poderia ser uma fase melhor. Enfim o momento certo tinha chegado.

É um livro cheio de frases marcantes e feitas para qualquer leitora se ver na situação. Me surpreendi com o fato dela ser sagitariana com ascendente em capricórnio – como eu – nascida em 8 de dezembro e ser tão diferente de quem eu sou. Claro que não esperava uma eu, mas foi bom ver que às vezes o signos não tem nada a ver (disse a louca dos signos). Ela relata o término do seu namoro de dois anos, suas relações de amizades duradouras e nem tão duradouras assim. Foi uma leitura muito diferente do que eu esperava. Confesso que estava esperando um manual do desapego e não foi isso.

O desapego agora tem um novo significado e não apenas para o lado amoroso. Quando me deram esse livro a recomendação foi do desapego para essas questões e quase como uma justificativa do que eu estava fazendo de errado. E agora tenho uma visão bem mais ampla desse sentimento. Foi uma leitura bem agradável e prazerosa, divertida até. Que me fez enxergar novos caminhos para lidar com os meus próprios problemas e que não se parecem com os vividos pela autora, pelo menos não nesse momento da minha vida. O desapego foi mais para fazer as pazes com a pessoa mais importante da minha vida: eu mesma.

Um Comentário

  1. Esse livro nunca me chamou muito a atenção mas como minha amiga tem acho que vou ler qualquer dias desses, já que a minha coleção é bem pequena ainda. Eu também faço muito isso de esperar a febre passar, hahah Fui ler A Culpa é das Estrelas só depois de todo mundo ter parado de falar sobre ele :))
    Beijo!

    Sorriso Espontâneo

    ResponderExcluir

• Bem vindos!
• Antes de comentar, leia a postagem.
• Estou aberta a críticas, elogios e sugestões. Porém, use o bom senso.
• Não se esqueça de deixar o link do seu blog para que eu retribua a visita.
• Volte sempre!