Título: Os Doze Mandamentos
Título Original: The Twelve Commandments
Autor: Sidney Sheldon
Editora: LeYa
Ano: 2011
Páginas: 252
Para saber mais: Skoob

Sinopse: Moisés desceu da montanha com duas tábuas de pedra nas quais estavam escritos os Dez Mandamentos da lei de Deus, conta a história sagrada. Mas o escritor Sidney Sheldon viaja ao passado para revelar um segredo: na verdade, são doze mandamentos.
E, em vez da punição aplicada a quem não cumpre essas leis, os personagens de Sheldon recebem grandes recompensas, tornando-se ricos, famosos e felizes. Um padre transgride duas regras. Um homem azarado infringe o quarto mandamento e enriquece. E um religioso mata sua sogra.


Primeiro livro de contos que li do autor Sidney Sheldon, apesar de não ter certeza se ele já escreveu algum outro livro de contos, claro.

Tenho muito problemas com contos, pois quero saber mais sobre a história. Fica sempre um gosto de quero mais, sabe? Bem triste, porém adoro pelo mesmo motivo: histórias curtas que podem te ajudar a sair de ressacas literárias bem fortes.

Aqui cada um dos mandamentos da Bíblia ganha uma história que nos mostra claramente esses mandamentos na vida real. A maioria nada bonita de se ver, mas essa é a essência da escrita do Sidney Sheldon. Ele consegue transformar coisas simples em diferentes, rs.

Não sei explicar, mas apesar das histórias serem clichés, ele foi um dos autores que me empurrou de uma vez nas leituras. Lembro que na oitava série, o pessoal da escola só falava desse autor e eu pensava “como assim ainda não o conheço?”. Não é um autor que agrada todo mundo, tá bem? Mas esse livro de contos foi criado para os jovens, então as histórias podem ser consideradas pesadas para a idade por ele não maneirar muito na escrita.

Apesar disso, é um livro rápido para ser lido. E livros de contos são sempre bem-vindos para acabar com as ressacas literárias e/ou colocar em maratonas de leituras.

Deixe um comentário

• Bem vindos!
• Antes de comentar, leia a postagem.
• Estou aberta a críticas, elogios e sugestões. Porém, use o bom senso.
• Não se esqueça de deixar o link do seu blog para que eu retribua a visita.
• Volte sempre!